Condomínio e a sensação de segurança

Publicado em 15/08/2018 - Editado em 07/03/2019 | Comentarios > ver comentários

A segurança pública juntamente com outras áreas deficitárias dos três entes da federação: União, estados e municípios, ocupa lugar de destaque nas preocupações do cidadão brasileiro. O tema ganhou tamanha dimensão que acabou extrapolando os limites de cada condomínio, casa ou comercio, tornando-se uma lei estadual em São Paulo batizada de Programa Vizinhança Solidária merecedor de um post (Condomínio Solidário) em nossa página.

Todavia, adquirir um apartamento ou casa em condomínio, por si só, não trará ao condômino e seus familiares a segurança, longe das ameaças que nos cercam dia a dia, se não houver a participação em programas como esse, bem como nas rotinas planejadas e definidas respeitando a Convenção Condominial e o Regulamento Interno. Sendo assim, podemos definir a sensação de segurança como sendo um processo que provoca imediata reação de percepção de proteção, livre de medos, perigos e perdas.

A reunião em um único espaço coletivo de uma gama de serviços não é garantidor de resultados. Ter agilidade e atendimento presencial com foco em resultados, um dos diferenciais oferecidos pela RS Condomínios é fundamental. É preciso levar aos síndicos e todos aqueles que direta e indiretamente participam da administração e da vida do condomínio, os procedimentos necessários para oferecer a tão sonhada sensação de segurança.

Entretanto o sucesso ou fracasso dessa empreitada passa por mudanças de comportamento que invariavelmente não são, a princípio, bem aceitos pelos condôminos e moradores. Citamos alguns para ilustrar:

- Ter a disposição de participar das reuniões e assembleias com ideias, incentivando o respeito ao profissional de portaria, controlador de acesso, vigias e seguranças, acolhendo e acatando as normas aprovadas e implantadas;

- Procurar praticar o bom senso convivendo em harmonia com os demais condôminos, moradores, síndico e membros do conselho;

- Estar consciente que os profissionais estão a serviço exclusivamente do condomínio, sob a responsabilidade do representante da maioria que é o síndico eleito por todos os presentes na assembléia;

-Qualquer observação de quebra nos procedimentos de segurança deve ser imediatamente informada ao síndico ou membros do conselho;

- Os familiares, amigos e empregados particulares dos condôminos e moradores devem ser informados sobre as normas internas, entendendo que não há privilégios fora dos procedimentos aprovados e adotados. O mesmo cabe para todos os membros do Corpo Diretivo;

- Não permanecer na área da portaria, conversando sem necessidade com o profissional, desviando sua atenção dos procedimentos, comentando sobre sua vida particular em todos os aspectos. Aliás, a recomendação é que não converse com estranhos, principalmente sobre as rotinas do condomínio que possam comprometer a segurança própria e de todos.

Solução mágica em termos de administração não há. O que nós da RS Condomínios podemos oferecer é experiência, organização, metodologia. Conhecer e se envolver na história do condomínio estando presente na resolução dos seus problemas é o nosso objetivo e nosso compromisso.

 

 

Comentários


O que outros visitantes estão vendo agora

O que outros visitantes estão vendo agora

Menu