O Tempo Chegou! Quer Mudar?

Publicado em 27/11/2018 - Editado em 07/03/2019 | Comentarios > ver comentários

Você está querendo uma mudança na administração do condomínio por entender que a atual gestão está desgastada. Possui como argumentos várias situações:

- Cota condominial igual ou maior que o aluguel.

- Dúvidas sobre o recolhimento de encargos.

- Falta de clareza na demonstração das despesas e balancetes sempre atrasados.

- Pagamentos fora do prazo e orçamento desrespeitado.

O que fazer? Conformar-se ou partir para a transformação?

Os condomínios em sua grande maioria costumam manter ou modificar suas gestões administrativas nos primeiros três meses do ano. Nesse período as Assembleias Gerais deliberam questões de suma importância. A pergunta é: você está preparado? Confia em si e possui um projeto? Consegue reunir simpatizantes? Conta com uma Administradora de Condomínios presente e com capacidade técnica?

Então chegou a hora de decidir e partir para a disputa dos cargos, ou, dar significado as suas ideias. Você é proprietário de um pedaço do todo do condomínio. E mesmo que seja locatário, possui a posse do imóvel com capacidade de participar das mudanças, além de somente contribuir com as despesas.

Experimentar outras formas e ideias faz parte das transformações. Colocar em prática outros modelos é exercer o direito de pensar e caminhar com outros por novos rumos.

Não tenha medo, pois em todos os projetos os resultados aparecem depois de várias tentativas. Confie nas pessoas em sua volta que abraçaram o propósito com emoção, inteligência, planejamento e coragem.

Acreditar em um projeto de maneira alguma é nos sentirmos melhores ou querer bater de frente com o grupo no poder. É somente a aplicação do princípio salutar e democrático da disputa de espaço por ideias alternativas. E nessa disputa não há como fugir das comparações em busca daquilo que melhor represente as expectativas da maioria.

De uma forma ou de outra é fundamental verificar o alcance do sucesso do projeto pelo grau de realização. Pois cada escolha gera uma consequência que será única perante o condomínio. Por isso estabeleça um limite nas comparações para não tornar-se refém do poder de aprovação dos condôminos, moradores, funcionários e prestadores de serviços.

Se em algum momento algo não estiver dando certo, mude, corrija a rota. Venha fazer parte da RS Condomínios. Não há nenhum problema em reconhecer erros. O respeito ao desafio de abraçar a administração do condomínio virá quando você se recordar do início da jornada, onde ousou sem distanciar-se de si e das suas convicções.

 Atinja um consenso em torno das ideias demonstrando que o objetivo é para todos. Melhore as relações entre os condôminos e moradores e conte com a colaboração de cada um na medida da sua capacidade.

Comentários


O que outros visitantes estão vendo agora

O que outros visitantes estão vendo agora

Menu